Lembranças

Delicada vida e seus bordados
Tramas indecifráveis
Os caminhos de mesa de minha mãe
Apontavam os não lugares
A casa materna e seus signos
O silencio das paredes
Madeira de arvores que nunca envergaram
Após os temporais
As estroncas e seus segredos
Tantos cantos, risos ,sisos
E prantos
Tantos cantos e contas
O rosário cor de rosa
Oração e ângelus
Crianças criando crianças
As tranças do tempo
Desarranjos
Drama e poesia
E nem mesmo o véu do berço do ultimo filho encobre as lembranças.

Angela  Maria Zanirato Salomão

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: