Traição

Quando diz-se que o avanço da modernidade separa pessoas próximas, e aproxima as distantes, não se trata apenas de um jargão, mas uma triste verdade.
Com a degradação das relações humanas, provocada principalmente pela decadência moral da sociedade, não é incomum ver famílias destruídas pelas relações extraconjugais, algo que deixou de ser tabu ha muito tempo.
Mas, quando alguém trai seu parceiro, ele não trai apenas sua companhia, mas trai principalmente seus princípios morais e éticos, deixando de lado ensinamentos milenares, que norteiam uma família bem estruturada.
E quem perde mais com isso?
O principal perdedor é aquele que abandona a dignidade em troca de um momento de transgressão, podendo colher, no futuro, as ervas daninhas dessa lamentável atitude. A vítima desse problema, é a que mais sofre, pois carrega a decepção de confiar tudo em alguém que não merecia sua confiança, embora muitos se subjugam a essa situação por receio de perder uma companhia de vários anos de convivência.
De fato, não é fácil evitar esses dissabores, no entanto, a preservação do companheirismo, confiança, dedicação, cumplicidade, tolerância e a empatia, podem diminuir o distanciamento que as pessoas têm em relação a seus familiares. Toda ação tem uma reação, e, dificilmente uma ação benéfica trará reação adversa no relacionamento interpessoal.

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: